07/05/2019

Se a Avianca falir, poderei receber da agência ou do site?

AUTOR:Henrique Lima - 259 visitas

SE A AVIANCA FALIR, PODEREI RECEBER DO SITE OU DA AGÊNCIA?

Com o cancelamento de vários voos por parte da Avianca, muitos consumidores estão sofrendo os mais diversos prejuízos. Diante desse quadro, não existe dúvida de que ela é a principal responsável por reparar cada consumidor.

Entretanto, perguntas surgem quando o consumidor adquiriu a passagem por meio de alguma agência de viagens ou de algum dos famosos sites que oferecem pacotes de turismo. De modo geral, o Poder Judiciário entende que essas empresas são igualmente responsáveis perante o consumidor.

Portanto, havendo cancelamento, remarcação ou atraso de voos, extravio de bagagens ou outros problemas na prestação dos serviços contratados, os famosos sites e as agências de viagens também têm a obrigação de prestar atendimento e de indenizar o cliente por eventuais danos sofridos.

Vale considerar que o Superior Tribunal de Justiça até entende que se a agência de viagens tão somente emitiu o bilhete das passagens, sem vender qualquer outro serviço que caracterize “pacote de turismo” (hospedagens, passeios, etc.), a responsabilidade seria apenas da empresa aérea.

Contudo, os tribunais fazem distinção entre uma pequena agência de viagens que simplesmente emite o bilhete de passagem e os grandes sites, os portais e as agências que fazem comercialização em larga escala. Nesse caso, mesmo que tenham vendido exclusivamente a passagem, também serão responsabilizados por qualquer dano ao consumidor.

Importante deixar claro que se junto com a venda das passagens houve a comercialização de qualquer outro serviço, de modo a configurar “pacote de turismo”, a agência, o site ou o portal responderá junto com as empresas que efetivamente prestaram os serviços (aéreo, hotel, passeios, transfer, etc.), pelos prejuízos morais e materiais causados ao consumidor.

No caso do problema enfrentado com a Avianca, isso é algo especialmente bom para o consumidor, pois se sofrer algum prejuízo poderá cobrar o ressarcimento não apenas dessa empresa (que talvez não tenha como pagar), mas também da agência, do site ou do portal que participou da relação.

Algo necessário e acerca do qual sempre alerto as pessoas é sobre a necessidade de o consumidor se precaver com provas do prejuízo, isto é, com recibos de quaisquer gastos que teve, como alimentação, transporte, hospedagem, etc. É importante fazer prova de tudo aquilo que está sofrendo. Recomendo fazer filmagens e fotos, anotar os nomes dos funcionários bem como de eventuais testemunhas.

Enfim, usar a criatividade é fundamental para conseguir registrar o sofrimento pelo qual está passando, pois tudo poderá futuramente auxiliar o Juiz na difícil tarefa de definir o valor que o consumidor terá direito como indenização pelos danos injustamente suportados.

HENRIQUE LIMA. Advogado (www.henriquelima.com.br). Mestre em direito pela Universidade de Girona – Espanha e pós-graduado em Direito Constitucional, Civil, do Consumidor, do Trabalho e de Família. Autor de livros e artigos, jurídicos e sobre temas diversos. Membro da Comissão Nacional de Direito do Consumidor do Conselho Federal da OAB (2019/2021). Currículo lattes: http://lattes.cnpq.br/5217644664058408

Ps.: Gravei um curto vídeo onde abordo esse assunto, caso queira assistir, esse é o link: 
https://youtu.be/E2EU3tIRBv0
 
REDES SOCIAIS

Posso te ajudar com este assunto?

Todos os campos são obrigatórios

MAIS ARTIGOS

Isenção de Imposto de Renda - Câncer de Mama "Curado"

ISENÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA – CÂNCER DE MAMA “CURADO” É preocupante o grande crescimento no número de mulheres diagnosticadas com câncer de mama, que hoje representa cerca de 15,3% do número total de casos de câncer....

24/04/2019 LEIA MAIS

O adoecimento dos médicos e a isenção do imposto de renda sobre suas aposentadorias

O ADOECIMENTO DOS MÉDICOS E A ISENÇÃO DO IMPOSTO DE RENDA SOBRE SUAS APOSENTADORIAS   I – Introdução O objetivo deste texto é chamar atenção da classe médica para um importante direito...

28/03/2019 LEIA MAIS

A Isenção de IRPF sobre o Auxílio-Doença do Servidor Público

ISENÇÃO DO IMPOSTO DE RENDA (IRPF) SOBRE O AUXÍLIO-DOENÇA DO SERVIDOR PÚBLICO MUNICIPAL Um importante direito que muitos servidores públicos municipais deixam de buscar é a isenção do imposto de renda (IR) sobre o valor que...

15/03/2019 LEIA MAIS

A cirurgia plástica reparadora após cirurgia bariátrica e os planos de saúde

A CIRURGIA PLÁSTICA REPARADORA APÓS CIRURGIA BARIÁTRICA E OS PLANOS DE SAÚDE A Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica divulgou que de 2012 para 2017 houve um aumento de 46,7% na quantidade de cirurgias...

12/03/2019 LEIA MAIS

Site desenvolvido por: