Lavradora de Campina Grande do Sul (PR), que também cria porcos e galinhas, ganha na Justiça e vai receber aposentadoria rural do INSS

A 10ª Vara Federal de Curitiba (PR) determino, 1º de setembro de 2022, que o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) implemente a aposentadoria por idade rural em favor de uma mulher, proprietária e comodatária de terras em Campina Grande do Sul (PR), que atua em regime de economia familiar, desde agosto de 1978, com plantação de feijão, milho, frutas, abóbora e eucalipto, além de criação de porcos e galinhas.

Henrique Lima, sócio da Lima & Pegolo Advogados Associados, informa que a sentença favorável a sua cliente, D.A.C., de 56 anos, estabelece que o INSS deverá quitar as parcelas vencidas com a devida correção monetária a partir de 3 de setembro de 2021, data de entrada do requerimento administrativo (DER).

Explica que os requisitos para obter a aposentadoria são dois: idade mínima e exercício de atividade rural no período imediatamente anterior ao implemento do requisito etário ou ao requerimento da aposentadoria, por tempo igual ao número de meses de contribuição correspondente à carência do benefício pretendido.

“Não há controvérsia sobre a obtenção da idade mínima. Contudo, as partes divergiram sobre a existência de atividade rural no período de carência. Para cálculo do número de meses necessários na hipótese, deve-se observar que minha cliente completou o requisito etário – 55 anos – em 2021, não se aplicando, portanto, a tabela progressiva do artigo 142 da Lei de Benefícios da Previdência Social (LBPS) ao presente caso. Tendo colocado isso, tem-se que deverão ser cumpridos 15 anos de carência para obtenção de aposentadoria por idade. E, minha cliente já cumpriu 44 anos”, analisou.

O advogado encerra detalhando que, para a comprovação da atividade rural, a sua cliente apresentou autodeclaração afirmando a atividade rural. Nela, apontou que não possuía empregados permanentes, tampouco outra fonte de renda. Entre a documentação apresentada, está sua certidão de nascimento, na qual consta que seu pai, de quem herdou as terras, era lavrador.

10 pessoas leram esse artigo

Vamos conversar sobre esse assunto?

Preencha o formulário para que eu ou alguém de minha equipe possa entrar em contato com você.

    Exames, atestados, apólice, etc. e tudo que você acredita que possa me ajudar entender seu caso

    Ao preencher o formulário você concorda com os termos de nossa política de privacidade

    Fale comigo por E-mail ou